Saiba a importância de ter um advisor para alavancar seus resultados

Sabemos que coragem e ímpeto inovador são características que não faltam em um founder motivado a alcançar grandes feitos, mas escalar a montanha do sucesso pode ser mais desafiador do que se imagina. Não saber usar os recursos disponíveis de forma otimizada e dar os passos certeiros em direção ao topo, pode ser custoso, em tempo e em dinheiro.

Por maior que seja o potencial de uma startup para crescer e conquistar seu espaço no mercado, é natural que, diante dos múltiplos caminhos a seguir, o empreendedor não saiba exatamente quais os próximos passos para alavancar o seu negócio, ainda mais nos estágios iniciais.

Você já deve ter ouvido falar que ninguém chega a lugar algum sozinho. E quando se trata de uma empresa, buscar a orientação das pessoas certas pode ser fundamental para reduzir erros e maximizar as chances de sucesso.

Mas, afinal, o que faz um advisor?

O advisor é mais do que um expert na teoria, é uma pessoa com experiência no mercado e que tem o conhecimento necessário para fazer seu negócio alcançar resultados de forma mais rápida e sem cometer tantos erros.

Ele pode atuar em âmbitos variados na organização da empresa, a depender de onde a demanda por orientação esteja mais acentuada. Além disso, cada empresa tem necessidades diferentes, que podem variar de acordo com o nicho de mercado ou mesmo do seu estágio de desenvolvimento.

 Algumas mudanças são necessárias no decorrer do tempo, e isso implica também ter um tipo diferente de mentoria, que seja compatível com a fase em que o negócio se encontra.

Nesse sentido, pode ser vantajoso ter mais de um advisor, cada um focado na sua área específica e alinhado aos objetivos estabelecidos. 

Alguns setores que costumam demandar orientação externa são o jurídico, o financeiro, o de marketing digital, tecnologia, gestão de pessoas e projetos, e-commerce. Enfim, qualquer esfera que esteja necessitando de alguém com conhecimento e experiência para direcionar o caminho.

Como escolher a melhor pessoa para exercer esse papel na sua empresa

Antes de tudo, é preciso que você esteja aberto para trocar ideias, identificar problemas, ouvir a avaliação sincera e colocar em prática os direcionamentos apontados, afinal, um advisor é capaz de identificar as dores do negócio. Mas, para isso, é preciso que haja uma relação de confiança, para que você se sinta confortável e seguro ao falar sobre os pontos que precisam de atenção. 

Uma questão importante de se observar é que o mentor esteja alinhado com os valores e a cultura da empresa, além de estar inserido em um ambiente de inovação. Que saiba ver o potencial de crescimento, mas que também seja realista para ajustar o que for necessário.

Esse tipo de mentoria deve ser feita por alguém que tenha experiência no mercado, ou seja, que tirou o aprendizado do papel e viveu na prática os “perrengues” e glórias do empreendedorismo. Isto é, que tenha o know-how que falta para sua empresa, ainda mais se estiver em estágio inicial.

Como já foi dito, o tipo de advisor vai depender do estágio em que se encontra o seu negócio e de quais são suas fragilidades. Nesse sentido, é recomendável que se faça uma auditoria interna para entender quais são as necessidades da sua empresa e escolher alguém com competências relevantes e compatíveis com elas.

Caso você já esteja no mercado há mais tempo, uma opção é fazer uma análise SWOT (strengths, weaknesses, opportunities, threats) ou análise FOFA (forças, oportunidades, fraquezas e ameaças), que é uma ferramenta utilizada para identificar esses fatores e ter um entendimento mais claro do cenário e, com isso, elaborar um planejamento e implementar melhorias estratégicas.

Por meio dessa análise, será mais fácil identificar o que você precisa e, assim, escolher a pessoa mais adequada para suas necessidades no momento.

Com isso estabelecido, a busca por um advisor fica melhor direcionada e condizente com seus objetivos, que podem ser: se preparar para um investimento, deixar seu negócio mais profissional, buscar validação do mercado ou simplesmente para obter mais informação e conhecimento para o seu negócio e acelerar seus resultados.

Outro fator relevante é que ele tenha contatos significativos no ramo, para que possa fazer as conexões certas. E, claro, ter um profundo conhecimento do negócio, entendendo seu propósito e objetivos de curto e longo prazo. 

É preciso que os princípios e os ideais sejam semelhantes, para que ambos estejam comprometidos com o caminho escolhido rumo ao sucesso.

Quais são os principais benefícios de ter um advisor?

Você já deve ter percebido que ter alguém para orientar no processo de crescimento da sua empresa é essencial. Mas quais são os benefícios que uma colaboração dessas pode trazer? Listamos alguns aqui:

1. Diminuir os riscos do negócio

O advisor poderá trazer as informações necessárias para que um negócio ou um contrato possa ser realizado com maior segurança, diminuindo o risco do negócio. Com a sua expertise, poderá fazer uma análise qualificada, portanto mais consciente e com menos riscos, aumentando as chances de sucesso.

2. Trazer conexões estratégicas 

Como um advisor normalmente é alguém com experiência no mercado, poderá ser um canal para introdução de novas conexões e parcerias, trazendo contatos significativos do nicho em que a sua empresa atua. E com as conexões certas, abrem-se portas para investidores e sócios, além de uma melhor alocação de talentos. 

3. Tempo de dedicação com foco 

O empreendedor tem várias bolas girando em suas mãos, são muitos os fatores que demandam a sua atenção. Um advisor estará focado na resolução de questões específicas e com a dedicação necessária.

4. Agregar valor para sua empresa

Advisors são pessoas com conhecimento de mercado e conexões no meio, isso por si só já agrega valor à sua empresa. Ter alguém com autoridade e reconhecimento no mercado que acredita no seu negócio – pois está investindo seu tempo e seu talento, será um ponto importante quando um investidor olhar para ele. 

5. Acelerar o crescimento do negócio

Com uma visão experiente orientando nas decisões, erros serão evitados e fragilidades minimizadas e, com isso, os objetivos serão alcançados mais rapidamente, sem tantas intempéries atrasando o caminho.

E então, restou alguma dúvida sobre as vantagens de ter alguém para direcionar os próximos passos da sua empresa? 

Vale lembrar que o advisor está ali para orientar, ser um guia, mas quem toma a decisão final é você. Por isso, é importante que haja transparência e confiança nesse relacionamento, para que você sinta liberdade para tomar um rumo diferente caso faça mais sentido para você.

Advisors não são donos da sabedoria, mas têm as competências necessárias para entender as dores do negócio e prever os obstáculos que podem surgir, conduzindo no caminho para alcançar os objetivos e crescer de forma muito mais rápida. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *